segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Pobres Arrogantes

Queres ver um pobre arrogante dá-lhe a chave de um palheiro


Todos nós nos cruzámos alguma vez com pessoas simples, iguais a tantas outras, que, por mero acaso, porque tiveram oportunidades que outros não tiveram, porque subiram ás costas de alguém, ou porque sei lá, não interessa, aparecem num patamar diferente, em posições de comando, de direcção, ou de pura chefia temporal;

Aqueles que então eram os que mais reivindicavam os seus direitos, que sempre achavam que bastava trabalhar o suficiente para corresponder ao pouco que lhe pagavam, que eram os primeiros a descortinar nos seus chefes os piores defeitos, como a falta de consideração pelo trabalho e pelo esforço de produtividade que cada vez mais se exige ao trabalhador;

Tornaram-se rapidamente nos piores abutres, defensores do patronato, sempre desconfiados, por saberem das suas manhas antigas, enfim os carrascos daqueles que muitas vezes contríbuiram, ou ainda o fazem, para que possam ocupar a tal posição de destaque que os cega de vaidade.

Esquecem-se contudo que o mundo é redondo, e gira sem parar, e que as contas acertam-se cá deste lado!....

1 comentário:

Felipa disse...

A minha avó sempre me disse: "não sirvas a quem serviu, nem peças a quem pediu".

É um ditado antigo cada vez mais actual...